/arquivo de September 2014

Ser humano (I)

Define uma espécie sem dizer o que é.

Puta

Tá na boca de todo mundo e põe a sua em qualquer um.

Carioca

Há quem diga que a inteligência é uma bênção e a sabedoria uma conquista. Já eu digo que a malandragem é o que há!

Recuo

Quando progredir te distancia de onde deseja chegar.

Indiferença

Da arte de ser ou não ser, pouco importando a questão.

Cisco

Da gaveta, dá pra ouvir o personagem gritando. Você desvia a atenção, tenta fugir através do sono, mas ele te persegue nos sonhos, sua voz ecoa junto à música nos fones, no travesseiro suado e amarrotado, na água quente do chuveiro, até no vento forte que arremessa contra seus olhos um cisco irritante. Enquanto não […]

Nortes (I, II, III)

A escolha de prioridades define o rumo, não seu caminho [1]. Quem elege o destino, passeia pela existência com maior autonomia [2]. O sentido da vida é construído, sua direção que já é bem conhecida [3]. notas:i [↩]ii [↩]iii [↩]

Alienação

Buscar na casa do vizinho as próprias correspondências [1]. notas:ver alheação [↩]

Alheação

Dar como endereço de correspondência a casa do vizinho.

Autoengano (II)

Da arte de enganar os outros, pra convencer a si mesmo.

|
Página