/arquivo de July 2010

Brief interviews with hideous men

Procurei o texto original por aí, mas não encontrei. Na tradução de José Rubens Siqueira, lançada pela Companhia das Letras, esse trecho está entre as páginas 104 e 109. É belíssimo. E o video, acima, dá conta de lhe revelar o quanto. Claro que ler primeiro e ver depois seria muito melhor, mas ficam aí […]

Meu medo

Veja o trailer, no site do filme.

Stephen Wiltshire

Quer se impressionar mesmo? Se o lance é achar incrível o resultado, deixa o Hilo Chen de lado e saca só Stephen Wiltshire. Lembro dele num programa do Discovery, sobre Savants (se não me engano; ou sobre mentes excepcionais, algo assim), em que aparecia ele desenhando essas telas imensas. Falando em Realismo, Hiper, etc., que […]

Mais Hiper-realistas

Ontem, falei do Hilo Chen, e meio que dando de ombros. Mas, pra quem curte mesmo, acessa a Louis K. Meisel Gallery e se divirta (na pintura, acima, trabalho de Hubert de Lartigue).

Isso é Arte, meu bem

Quem vê os trabalhos hiper-realistas do tailandês americano Hilo Chen se impressiona justamente por parecerem fotos. Se o Realismo faz pouco sentido, atualmente, o que dirá um Hiper? (Eu estou fora de época, o Realismo e o Hiper dão muito dinheiro, nas galerias atuais). Justamente quando temos uma multiplicação absurda de imagens, principalmente de seios […]

The Goon

Não preciso dizer mais nada, mas se você faz questão: David Fincher.

O quê da questão

Dançando na chuva

Uma quinta-feira chuvosa, em que o mundo parou pra nós dois nos banharmos nele e depois os outros não entenderem esse suor todo.

O caminho para a eternidade

“Ouça. Antes de partir vou lhe contar uma coisa. Sou a sua alma e todas as suas almas. Quando eu me for você morre. A humanidade passada está não apenas implícita em cada novo homem que nasce mas contida nele. A humanidade é uma espiral em permanente expansão, e a vida é o facho de […]

A construção do pensamento

É mais ou menos assim que funciona. E a conclusão sai de algum lugar dessa massa amorfa que é o pensamento, repleto de encruzilhadas e bifurcações, as quais são tomadas na base da intução.

|
Página