/arquivo de January 2010

O mundo de
Christina

Zona da mata

O sopro quente lambe o suor da nuca dele. O rastro sinuoso do esforço escorrendo seu dorso nu. Nas mãos, a história da própria estirpe é contada pelos calos que se agarram à enxada. Um olho espreita o horizonte e outro atenta à plantação. O espanto dos pássaros sinaliza o inevitável e o latido da […]

Coordenadas

Escrevo em cadernos de brochura. São aliados fiéis munidos de abscissas em branco, todas às minhas ordens. Subservientes aos lápis ansiosos, as linhas germinam idéias ao se auferirem de suas palavras os pensamentos. À margem esquerda, as ordenadas possuem apenas direção, de avesso feminino, intitulada y. É a grande incógnita, que interrompe a caligrafia alertando […]

|
Página